Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 94 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Diretor "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Gabriel Lopes: 'Eu dei tudo. Sinto mesmo que não tinha mais nada para dar'


Segunda, 24 de Junho de 2024

O nadador lousanense Gabriel Lopes assumiu que sai de consciência tranquila dos Europeus aquáticos, apesar de os objetivos iniciais serem mais ambiciosos do que o 6.º lugar na final dos 200 metros estilos.
O atleta da Associação Louzan Natação, olímpico em Tóquio 2020, concluiu a prova em 1.59,89 minutos, numa corrida em que o seu recorde pessoal (1.58,34) lhe poderia ter dado o pódio. “Dentro do possível, acho que é óbvio que aquilo que acabei de fazer não corresponde ao que nós queríamos. Tínhamos objetivos um pouco além do que acabou de acontecer, mas, dentro do que conseguimos fazer, saio de consciência tranquila, pois não dava para mais”, assumiu, à agência Lusa.
Na zona mista, ainda sem “muita noção de quais foram os parciais” da sua corrida, Gabriel Lopes considerou que “é um pouco difícil dizer o que foi a prova”. “Eu dei tudo. Sinto mesmo que não tinha mais nada para dar”, assegurou.
O facto de ter nadado na pista 1 não o afetou, com o nadador do Louzan Natação a referir que, por vezes, ao ar livre, tem algumas dificuldades no segmento de costas. “Eu não me ajeito muito a costas a nadar ao ar livre, sem muitas referências no teto, mas aqui, como tem aquela linha central, dá sempre para ir vendo com o canto do olho, portanto não fez diferença”, referiu.

Expofacic 2024