Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 93 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Diretor "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

ULS Coimbra mantém todos os serviços de urgência de ginecologia e obstetrícia a funcionar normalmente


Quarta, 03 de Abril de 2024

Os serviços de urgência de ginecologia, obstetrícia e blocos de partos da Unidade Local de Urgência de Coimbra (ULS Coimbra) estão com atividade contínua e dentro da normalidade, informa a ULS Coimbra, garantindo que a unidade «mantém e manterá o esquema de funcionamento normal, com as urgências de ginecologia e obstetrícia a funcionar de forma ininterrupta». 

«Não há qualquer alteração ao habitual funcionamento destes serviços», reforça
Das 43 urgências de ginecologia e obstetrícia no país, 28 vão funcionar até final de abril de forma contínua, duas vão atender apenas doentes referenciados e oito terão dias de pausa devido à falta de médicos, segundo dados oficiais.
Recorde-se que, de acordo com a informação divulgada pela Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS), que decidiu manter o esquema de funcionamento que vigorou no primeiro trimestre, na região Norte todas as 13 urgências de ginecologia/obstetrícia estarão a funcionar de forma ininterrupta. Na região Centro, haverá sete maternidades a funcionar de forma ininterrupta, uma com dias de pausa e uma terá a funcionar a urgência de ginecologia.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, a mais complicada em termos de preenchimento de escalas, apenas três urgências estarão a funcionar de forma ininterrupta, duas terão atendimento referenciado - atendendo apenas utentes encaminhadas por outras estruturas - e sete terão dias de pausa. A resposta terá ainda uma urgência de ginecologia e contará com três unidades do setor privado para complementar a resposta.
No Alentejo serão três as urgências que funcionarão de forma continua, sem interrupções, e no Algarve pelo menos um dos dois pólos (Faro/Portimão) estará sempre aberto.
A DE-SNS só vai fazer alterações ao funcionamento das urgências de ginecologia/obstetrícia a partir de maio.

Tasca do Ronaldão



Edição de Hoje, Jornal, Jornais, Notícia, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro, Diário de Leiria, Diário de Viseu