Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 94 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Diretor "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

PRR: Parte sul do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova em Coimbra com investimento de 1,1 ME


Segunda, 22 de Maio de 2023

O presidente da Confraria da Rainha Santa Isabel, Joaquim Nora, congratulou-se hoje com a inclusão do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova na lista de monumentos a reabilitar, num investimento “indispensável e urgente” que ronda os 1,1 milhões de euros.

“É uma obra indispensável e muito urgente. Será um grande benefício para a cidade, para Coimbra, para o santuário da Rainha Santa Isabel e para a monumentalidade nacional que é relevante”, justificou.

O Ministério da Cultura revelou, na semana passada, que a reprogramação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para o Património Cultural prevê mais 40 milhões de euros de investimento e intervenções em 29 monumentos, sítios arqueológicos e museus.

Segundo o Ministério da Cultura, os 40 milhões de euros que resultam da reprogramação juntam-se aos 150 milhões inicialmente previstos para a reabilitação do património cultural e as novas 29 intervenções acrescem às 49 já programadas.

Em declarações à agência Lusa, Joaquim Nora explicou que o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova está dividido em duas partes, sendo que a parte sul pertence à Confraria da Rainha Santa Isabel e a parte norte pertence ao Estado, estando prevista a sua reabilitação e transformação em unidade hoteleira, no âmbito do programa REVIVE.

Já na parte sul, que engloba os claustros, igreja, adro, antigas casas do pároco e sacristão, e a albergaria dos peregrinos, é visível “uma grande necessidade de rever toda a cobertura e telhado”.

“Há necessidade de reabilitação também da fachada e nas estruturas internas, onde se infiltra a humidade, bem como os claustros estão muito precisados: todas aquelas janelas e as paredes. Está precisada a cobertura da igreja e é necessário, sobretudo, tirar as humidades, limpar e repor o que a humidade entorpeceu, para além de se repararem as fissuras das paredes no coro alto”, descreveu.

Expofacic 2024