Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 89 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Director "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Machado desconhecia que terreno era camarário


quinta, 02 junho 2016

Paulo Maranha, engenheiro civil e um dos membros da comissão, nomeado pela Câmara de Coimbra para acompanhar os trabalhos da autarquia após o deslizamento de terras na Avenida Elísio de Moura, em Dezembro de 2000, disse ontem em tribunal que «a falta de tratamento adequado» do terreno municipal foi «o principal problema» e o que esteve na origem do seu desabamento sobre garagens e um prédio naquela artéria.
O especialista admitiu que «a construção das moradias [ao cimo da encosta da Rua António Jardim] pode ter contribuído» para o acidente, mas não tem dúvidas de que foram as «micro-estacas» colocadas  naquele terreno por privados, ao que tudo indica em 1998, perante sinais de instabilidade, que evitaram «talvez a maior tragédia da construção civil a nível nacional».

Leia a notícia completa na edição em papel.