Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 89 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Director "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Médicos criam Rede de Apoio especial para validar casos Covid-19


quinta, 26 março 2020

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM), através do seu Gabinete de Informação e Tecnologia, está a criar uma «plataforma inédita» partilhada por 178 unidades funcionais de Saúde da região Centro, que tem como objectivo optimizar o percurso do doente com suspeita de Covid-19.

A operação, que mobilizará 350 médicos especialistas, é resultado de uma articulação entre a SRCOM e a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) e tem como missão «apoiar a Linha de Apoio ao Médico nas solicitações oriundas da região Centro», é referido em comunicado à imprensa.

A iniciativa congrega, assim, todas as unidades de Cuidados de Saúde Primários da ARSC , assim como Unidades de Saúde Familiar e Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados - que, a partir de hoje, com a entrada do combate à pandemia do novo coronavírus em fase de mitigação, passam a ter de acompanhar doentes Covid-19 - com os quais serão partilhados conteúdos e módulos formativos, sessões de esclarecimento de dúvidas «com o objectivo de optimizar a referenciação dos doentes com Covid-19», refere a SRCOM, adiantando que «em cada unidade emocional participarão pelo menos dois médicos».

«O Gabinete de Informação e Tecnologia está a articular toda a informação na plataforma TEAMS para que esta ferramenta de comunicação remota possa auxiliar os médicos da região Centro a fazer a “qualificação da referenciação Covid-19”», esclarece Ivo Reis, coordenador do Gabinete de Informação e Tecnologia da SRCOM. O responsável adiantou que esta terça-feira «a ARSC iniciou o processo de formação, via TEAMS, em colaboração com a SRCOM» com o objectivo de encontrar os dois médicos por cada Unidade de Saúde Familiar ou Unidade de Cuidados de Saúde Primários da ARSC que possam ser responsáveis pela validação dos dados. «Estamos num contexto difícil e devemos usar todas as ferramentas de ajuda, neste caso, à validação da doença Covid-19 por parte dos médicos», sublinhou, citado no comunicado, Carlos Cortes, presidente da SRCOM, não tendo dúvidas de que esta plataforma poderá ser «uma ajuda fulcral para incrementar, de uma forma célere e validada, o percurso do doente com suspeita de SARS-CoV-2».|