Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 87 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Director "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Inferno de chamas em Montemor e na Mealhada


sexta, 11 agosto 2017
«Foi o maior fogo deste Verão», dizia, ontem à noite ao Diário de Coimbra Emílio Torrão, autarca de Montemor, depois de, cerca das 20h30, o incêndio ter sido dominado. Já mais tranquilo, depois de uma tarde vivida a “ferro e fogo”, o autarca refere a perigosa propagação das chamas, que rondaram um conjunto de habitações e empresas, no perímetro compreendido entre Póvoa de Santa Cristina, Meãs e Tentúgal. Uma situação que «exigiu um combate certeiro e milimétrico», diz, elogiando o trabalho efectuado pelos bombeiros, protecção civil e meios aéreos, que evitou que o pior acontecesse. «Só ardeu uma palete de papel», afirma, sublinhando que o «enfoque do combate» foi concentrado na « protecção de habitações e unidades industriais» e o resultado foi positivo. «O vento forte» foi o principal adversário nesta luta conta o fogo, que eclodiu cerca das 16h48, na zona de Póvoa de Santa Cristina, Tentúgal. «As projecções eram enormes», diz Emílio Torrão, sublinhando que «o fogo atravessou a EN 111» - que esteve cortada entre as 18h30 e as 20h30 - na zona Quinta do Mourão, entre Meãs e Tentúgal.
Leia a notícia completa na edição em papel.