Jornal Republicano – Órgão Regionalista das Beiras – Há 89 anos a informar
Fundador: 
Adriano Lucas (1883-1950)
Director "In Memoriam":  
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Taxas “elevadas” podem ditar o fim do Clube Náutico


quarta, 21 dezembro 2016
No convívio natalício do Clube Náutico da Figueira da Foz (CNAFF), Miguel Amaral falou do presente e do futuro e, se as condições não se alterarem, as perspectivas não são positivas. O presidente do CNAFF diz estar na disposição de, «entregar as chaves e encerrar», se, até meados do próximo ano, a situação «não se resolver de forma definitiva». Em causa estão as taxas que a administração do Porto da Figueira (APFF) cobra ao clube, rondando, entre a sede social, o restaurante, o bar e “parque de vela” (escola), os mil euros mensais. Miguel Amaral explicou que, «entre 2005 e 2016, as taxas subiram mais de 4 mil%, enquanto que as da Câmara Municipal, subiram 18%». Mais, o presidente da direcção efectuou um levantamento «de situações análogas ao longo do país», clubes náuticos com espaços idênticos (restaurante, bar, escola e metros quadrados ocupados), e conclui que existe «uma diferença de 424 euros/mês». «Nos outros portos, compreendem o serviço que prestamos na sociedade», sublinha. Indo mais longe, diz não entender como é que «nos portos de Setúbal, Lisboa, Oeiras e outros praticam um preço por metro quadrado e aqui é diferente», refere, disposto a ir «até às mais altas instâncias».
Leia a notícia completa na edição em papel.